Neste episódio entrevistamos a historiadora e socióloga Célia Arribas sobre a formação do Espiritismo brasileiro; o surgimento das primeiras facções do movimento espírita nacional e também sobre o impacto da criminalização e patologização das práticas mediúnicas.

Conversamos ainda sobre assuntos da atualidade e o seu reflexo no movimento espírita, como por exemplo as questões de gênero e posicionamento político de suas lideranças.

Para saber mais:

Afinal, espiritismo é religião

No princío era o verbo

Espiritismo, gênero e política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top