Nunca se falou tanto sobre feminismo, igualdade sexual e direitos femininos como nos dias atuais.

Embora a ideia de “liberação feminina” seja muito mais antiga e remonte pelo menos ao século XVIII, é notório que nos últimos 50 ou 60 anos a questão ganhou muito mais popularidade.

Especialmente nos países ocidentais, em livros, jornais, filmes, eventos acadêmicos, até na publicidade, a ideia da mulher independente, dona de si e disposta a reivindicar e afirmar seus direitos, está por toda parte na cultura moderna.

Mas e o lado espiritual disso? Mais precisamente, o que o Espiritismo tem a dizer sobre esse assunto?

Seria possível fazer uma análise da doutrina de Kardec sob a ótica feminista?

O que os espíritas têm falado sobre essa questão?

Ouça e descubra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top