Você já ouviu falar em reuniões em grupos familiares?

À época de Kardec esta prática era muito comum, sendo bastante difundida entre os adeptos do espiritismo onde médiuns recebiam instruções dos espíritos amigos e desenvolviam o aprofundamento nos estudos da nova ciência que surgia.

Com o tempo esta prática acabou sendo desestimuladas pela maioria das casas espíritas sob os argumentos mais diversos.

Mas qual seria o problema em conduzir essas reuniões em um ambiente mais íntimos, compartilhando experiências e aprendizados com amigos e familiares?

Neste episódio debatemos sobre esta e outras questões com base na experiência de nossa colega Litza Amorim.

Ouça e descubra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top