A liberdade de pensamento e de religião está presente na Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada pela ONU após a II Guerra Mundial e na Constituição Federal de 1988, onde é assegurando o livre exercício dos cultos religiosos, sendo garantido, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias.

Mas infelizmente, o que deveria ser uma garantia natural e legítima, vem sofrendo constantes ataques ao longo da história por parte daqueles que resolveram eleger a violência, o desrespeito e a imposição de suas crenças àqueles que agem de forma distinta da sua.

O que motiva esse comportamento?

Qual a origem das perseguições religiosas?

Quais os caminhos a serem adotados para apaziguar as divergências entre nações e que muitas vezes têm suas origens enraizadas em ódios ancestrais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top